sábado, 29 de outubro de 2011

Adeus NY, Olá LA - Capítulo 2


 Chegamos ao aeroporto, estou dentro do avião, e como já subimos, já podemos mexer no celular, para quem não sabe, tudo isso eu estou anotando pelo o meu iPad 2 (É muito legal :D). Ganhei ele de aniversário, então, a viajem vai ser longa, e oque eu tenho afazer é anotar aqui e mexer em redes sociais, principalmente facebook e tumblr, e assim eu vou passar essa viagem de depressão...

 Voltando a escrever, já pousamos, e não faz nem dois minutos que eu estou neste lugar que já estou suando. O mais triste é que já são 20:00 horas de domingo e amanhã as 7:00 já vou ter que estar na escola. Há mais depressão do que isso? Acho que não. Estou morrendo de fome, não comi naquele avião, a comida parecia nojenta, e agora vamos para nossa casa nova, deixar as malas e correr para um restaurante qualquer.

 Uau, a minha nova casa é linda, por incrível que pareça, a empresa deu ao meu pai, e ela fica em Beverly Hills, muito legal. Esse bairro é incrível, claro que eu preferia ficar em New York, mas dá pro gasto. Muitos famosos moram por aqui, bom, mas agora, vou ao Burguer King, morrendo de fome!

  *Narrador*

 Na manhã seguinte, Mandy já havia pensado diferente do lugar, mas estava muito cansada para pensar melhor, quase durmindo, chegou a escola quase sem olhar para aonde ia. Depois disso, ela ficou muito ocupada com trabalhos e lugares para visitar (que ela nem foi visitar) que nem escreveu mais em seu iPad, por isso que eu estou aqui, narrando.

 Na escola, chegou com uma calça mole que não esquentava, por fazer frio em NY, ela não tinha roupas de "calor" como um shorts, foi com uma blusa de manga curta 2x maior do que ela e com o cabelo solto, além de estar morrendo de sono, agora estava morrendo de calor. Ao chegar lá, todos o olhavam como "que roupa é essa?", e ela não ligava, foi direto ao seu armário, ao seu lado tinha uma menina de cabelos ruivos e olhos verdes, uma humilhação para ela que tinha o cabelo castanho e o olho também, embora parecesse uma das patricinhas que havia em New York, ela parecia ser legal, então, sem falar nada, abriu seu armário e colocou seus cadernos. Agora tocou o sinal, ela não sabia qual era a sua sala, e a pessoa mais próxima para se perguntar era a ruiva que parecia uma bonequinha. Então ela disse:

-Oi, desculpa, mas é que eu sou nova aqui e não sei aonde fica a minha sala, poderia me ajudar?
-Claro, qual é a sua aula?-Perguntou a ruiva
-Não sei, espera um minutinho, vou ver-Mandy pegou um papel aonde estava escrito quais aulas ela iria ter- Ai, droga, espanhol, odeio espanhol!
-Hahaha-A menina deu uma doce risada contagiante- eu também e é a minha próxima aula, infelizmente, vamos lá?
-Já que devemos né?Hahaha.
-A! Antes que eu me esqueça, qual é o seu nome?
-Mandy, prazer, e o seu?
-Anne, o prazer é todo meu - as duas sorriram e saíram em direção a sala de espanhol

Nenhum comentário:

Postar um comentário